Por Ludmylla 1 de novembro de 2016

Diário de viagem: Milão

Muitas pessoas não incluem Milão em um roteiro pela Itália, mas para mim esse era um dos destinos mais esperados e jamais poderia deixar a cidade de fora. Tanto pela moda, quanto pela minha atração por cidades mais cosmopolitas, amei conhecer Milão e relato aqui um pouco dos meus dias por lá.

Chegamos em Milão à tarde. Depois do check-in no hotel e um banho, já fomos dar um primeiro passeio pela cidade. Como já era fim de tarde, optamos por começar pelo Navigli – um bairro boêmio, cheio de bares e restaurantes – ótimo para um aperitivo. Fica às margens do canal da cidade e tem o visual perfeito para um pôr do sol incrível!

 

navigli-milao-viagem

Começando a viagem com esse visual do Navigli

 

No dia seguinte, o primeiro compromisso estava agendado para às 8h – fomos à igreja Santa Maria Delle Grazie ver a obra A última Ceia do Leonardo da Vinci, também chamado de Cenacolo Vinciano. O ingresso deve ser comprado com antecedência pela internet ou por telefone, pois são bem limitados.

Depois seguimos para a Duomo e Galeria Vittorio Emanuele. Na Duomo, subimos ao terraço, visitamos o museu e entramos na igreja. Como passamos uma boa parte do dia pela região, ficávamos de olho nas filas para escolher o melhor horário, já que o ingresso vale pelo dia todo (pode deixar para comprar na hora). Ali por perto também fica o famosíssimo Panzerotti do Luini!

 

terraco-da-duomo-milao

Terraço da Duomo

 

galeria-vittorio-emanuele-em-liao

Galeria Vittorio Emanuele

 

Também neste dia, mais para o final da tarde, fomos até a região de Brera, conhecer a famosa Pinacoteca de Brera e também andar pela região, super charmosa, com antigas ruas de pedra. Aproveitamos a região também para um aperitivo no restaurante Fiori Chiari (delicioso!), onde fomos muito bem atendidos por um garçom brasileiro. O dia foi intenso!

 

dicas-de-milao-brera

Fim de tarde em Brera

 

De Milão também fizemos um bate-volta ao Lago di Como, onde ficamos o dia todo e será assunto de outro post. A cidade é um ótimo ponto de partida para o lago, que está acerca de 40 min de trem a partir da Milano Centrale.

O dia seguinte ao bate-volta a Como era nosso último dia inteiro em Milão e conhecemos outros pontos interessantes na cidade. Começamos pelo Castelo Sforzesco, pode anotar aí por que é lindo! Depois de visitar algumas exposições do castelo, seguimos para o Parque Sempione, localizado logo atrás dele. Esse parque me lembrou muito os parques londrinos, ótimo passeio inclusive para quem viaja com crianças. E atravessando o Parque, na direção contrária ao castelo , fica o Arco della Pace. O “arco do triunfo” de Milão, também construído por Napoleão e que dizem estar voltado na direção do de Paris.

 

arco-della-pace-milaodicas-de-milao-arco-della-pace

 

De lá seguimos para um almoço no Eataly de Milão – aquele formato de Eataly que a gente já conhece e ama. Ele fica na região da Porta Garibaldi e dali fomos conhecer a famosa 10 Corso Como, loja ícone em Milão. A disposição das peças, a decoração da loja e as grifes ali presentes tornam esse um ótimo programa para quem curte moda.

Mais tarde, última noite em Milão, jantamos em uma cantina tipicamente italiana, indicada pela recepcionista do nosso hotel. Era uma sexta-feira, estava lotada e animada (muitos italianos, com suas famílias e falando alto hehe). Comemos MUITO. L’Isola del Tesoro é o nome desse restaurante que fica bem perto de onde nos hospedamos, com preço bom e uma delícia.

 

castelo-sforzesco-milaodicas-milao-castelo-sforzesco

Castelo Sforzesco

 

Outra dica gastronômica bem legal é a pizzaria Piz. Também fica na região do nosso hotel e vimos a dica no Tripadvisor. É uma pizzaria toda descolada, com garçons simpáticos e que está sempre lotada. Assim que você chega, já é servido com uma taça de espumante e um pedaço de pizza lá fora, enquanto se espera por uma mesa. Recomendo ir com fome real, para dar conta de comer uma pizza inteirinha sozinha! No final, eles ainda servem um shot de algo muito forte, parecido com limoncello (que também nos serviram no L’Isola del Tesoro). Então você sai de lá completamente satisfeito (rolando!) e meio tonto kkk. Recomendo!

 

dicas-viagem-milao

Milão foi exatamente como eu esperava. Uma cidade pulsante, que guarda muita história e cultura. Que respira design e moda, por onde circula gente do mundo todo!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentários
(2)

  1. […] Eu acho super elegante, é uma modelagem confortável e quando provei esse da foto, na Zara de Milão, apaixonei na […]